Porto - Dizem que é o McDonald's mais bonito do mundo...

Estranha-se como é que o McDonald's é um lugar turístico! Estranha-se o facto de um estabelecimento de uma cadeia de fastfood fazer parte da lista dos locais a não perder do Porto! E estranha-se ainda mais o facto de ser este considerado o mais bonito em todo o mundo! Uau! Não é extraordinário!

Sabendo que se trata de uma das maiores, se não a maior cadeia de fastfood do mundo, tem de ser em Portugal, mais precisamente na cidade do Porto, que se encontra o mais afamado! É extraordinário porque a marca McDonald's está representada em 119 países, contabilizando mais de 33 mil restaurantes em todo o mundo! E porquê o McDonald's do Porto?


A explicação até é simples:
Em 1995 o McDonald's ocupou o espaço do histórico e famoso Café Imperial do Porto, inaugurado em 1936.  O que torna este espaço tão conhecido, é que o McDonald's não alterou a traça original deste local, tendo havido a preocupação de se preservarem muitos elementos arquitectónicos! Torna-se assim, apesar de ser local de fastfood, um local histórico e cultural! Mesmo assim, não deixa de ser impressionante, que este restaurante do McDonald's seja considerado o mais bonito, sabendo que a marca está presente em muitos países!


Porém, quando estávamos no Porto, o McDonald's não era para nós uma prioridade. Até que, estávamos na zona dos Aliados, na Praça da Liberdade, à espera do autocarro turístico, quando reparei em muitas pessoas atrás de nós, a parar para tirar fotos à fachada de um edifício. Aproximei-me e quando a vi, lembrei-me logo de uma notícia que tinha lido, que este McDonald's tinha sido considerado o mais bonito do mundo! Nesse dia, ficou combinado que à noite iríamos tomar a nossa refeição aqui!


Apesar de se encontrar muito bem localizado, nada mais, nada menos do que na própria Avenida dos Aliados, sem dúvida, um sítio muito central, o McDonald's não salta à vista, nem mesmo aos mais atentos.

É o primeiro edifício à esquerda, dos dois apresentados nesta foto. Este edifício foi concebido pelo arquitecto suíço, Ernesto Korrodi.

Apesar de se encontrar num local muito movimentado, não ocupa um lugar de destaque, encontrando-se escondido, atrás dos ramos frondosos de um conjunto de árvores. Assim este espaço passa facilmente despercebido, com tantas fachadas riquíssimas e belas aqui existentes para apreciar!


A entrada é realmente majestosa e bem assinalada, destacando-se uma águia imperial de grandes dimensões. Esta águia em bronze é da autoria do escultor português Henrique Moreira.

Se observarmos com atenção, conseguimos encontrar por cima das letras "Donald" a indicação IMPERIAL, que sempre deu nome a este espaço!


A manutenção tanto da águia de bronze, como do próprio nome, Imperial, não deixa cair em esquecimento o seu antecessor emblemático, o Café Imperial. Com base nestes factos, entende-se, que houve preocupação com a preservação da história deste local.


Assim, quando se entra, ficámos num grande salão histórico, onde se destacam os candelabros de cristal, frisos decorativos, espelhos por baixo dos frisos e os lindos vitrais.

Os frisos de relevo em gesso retratam cenas de dança...

O maior destaque vai para os vitrais coloridos! Os vitrais são da autoria de Ricardo Leone, vitralista português. Estes retratam o próprio ciclo do café, visto que foram encomendados precisamente para serem expostos num café!

Este vitral enorme está, infelizmente, parcialmente tapado pelo balcão, uma pena... mas não me vou queixar... ainda bem que não foi retirado. À direita do vitral é visível a colheita do grão de café para uma cesta e um balde. Na zona central, em grande plano, também não completamente visível, é representado o transporte do café por navio. E finalmente, à esquerda, ainda se consegue ter a percepção da descarga do navio, através do transporte de caixas.

O segundo vitral, de menores dimensões, está igualmente um pouco tapado, pelos monitores que indicam as senhas a serem atendidas. Neste é representado a cena de tomar e degustar o café.
Não deixa de ser estranho, até diria contraditório: o requinte e a elegância do ritual de degustar o sabor do café, a contrastar com a futilidade e velocidade do consumo de fastfood. Imaginem só, vitrais atualizados, de acordo com o contexto real, iriam retratar o ciclo de concepção dos hambúrgueres...

Os espelhos também são um legado do Café Imperial.

A arquitectura é Art Deco. Ora como gostos não se discutem, é óbvio para quem não gosta deste estilo arquitectónico, nem vale a pena tentar convencer. Mas ninguém duvida que é de facto um espaço do McDonald's diferente!

O McDonald's Imperial foi inaugurado no dia 22/11/1995, há cerca 13 anos. Esta inauguração coincidiu também com a introdução do McCafé neste estabelecimento. Que escolha tão acertada, tendo em conta o contexto histórico e cultural deste espaço! E assim, apesar de já não se tratar do Café Imperial, voltou-se a poder beber neste local emblemático o nosso querido e apreciado café expresso em chávena. A estreia do McCafé na marca McDonald's fez simultâneamente, no meu ver, uma homenagem ao antigo Café Imperial! A dupla invencível portuguesa, ou seja a bica e o respetivo pastel de nata, foi também uma primeira aproximação desta cadeia norte-americana de fastfood de ir ao encontro ao gosto nacional.

Esta inauguração no Porto, acontece 4 anos depois da abertura do primeiro restaurante do McDonald's em Portugal, mais precisamente no CascaiShopping, em 1991. Já agora, o conceito McDrive chega a Portugal em 1992, tendo sido introduzido em Setúbal.


Além do McCafé, o McDonald's Imperial dispõe de mesas tanto no interior como no exterior. É verdade, existe uma esplanada, tal como existia no antigo Café Imperial!

Apesar de ter passado o glamour daqueles tempos do Café Imperial, não deixa de ser curioso, que o mesmo espaço está a ser divulgado internacionalmente, pelo facto, de ser agora o espaço do McDonald's! Já tinham pensado nesta forma de conservação e divulgação de património! Desta forma torna-se, penso eu, mais famoso do que o café original! Espaço na imprensa internacional já ocupou mais de certeza! Logo, se houver um espaço prestes a cair em abandono, fazem a sugestão, para o Mc o adquirir, pode ser, que o problema se resolva! :)


Porém, esta questão não é vista com agrade por todos os portuenses, alguns sentem nostalgia e saudades do espaço original, que consideram, que não tem comparação possível. O ambiente do Café Imperial que era caracterizado pelo seu requinto e qualidade, com o ambiente de um espaço de fastfood... Mas a continuar assim, as memórias vão perdurar, começando pelos próprios vitrais, que recordam a quem os contempla, que tudo começou com um café, que foi muito querido aos portuenses!


Ora, estando no Porto, não poderíamos deixar de comer uma das nossa refeições no McDonald's mais bonito, não de Portugal, não da Península Ibérica, não da Europa, apenas do Mundo! :) E por sinal até muito em conta... "Been there, done that!"


↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!

Já agora, aproveitem e consultem também outros artigos aqui publicados sobre o Porto:


↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!

Para lerem mais sobre o McDonalds, em particular sobre o McDonald's Imperial, podem consultar as seguintes ligações externas de referência:


↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!


Comentários