Costa da Caparica - Miradouro da Aldeia dos Capuchos proporciona vistas desafogadas sobre a costa da Área Metropolitana de Lisboa


Do Miradouro Pablo Neruda do Convento dos Capuchos da Caparica consegue avistar-se o miradouro vizinho, o Miradouro da Aldeia dos Capuchos, como se da proa de um navio se tratasse. É claro, que ficou logo decidido que o nosso próximo ponto de paragem iria ser esse miradouro, para no nosso roteiro dos miradouros nenhum ficar de fora...

↪ Estando por estas bandas, tínhamos também ir tirar a foto de família da praxe, seguindo o exemplo dos visitantes... :)

↪ Desta perspectiva este miradouro parece em forma de seta e que foi lançado para entrar pela Costa da Caparica a dentro, tendo como alvo o imenso Oceano Atlântico. Ficámos cheios de curiosidade sobre a vista proporcionada, por parecer estar muito mais sobranceiramente sobre a costa,  querendo-se destacar dos pontos vizinhos, como se fosse a mãe dos miradouros deste sítio.

Saindo do convento e subindo a antiga Rampa dos Capuchos, chegamos então ao nosso próximo miradouro. Este também é conhecido por Miradouro do Convento, o que pode causar alguma confusão, e tenho de confessar que a mim causou... logo, por via das dúvidas, para simplificar e clarificar, oriento-me assim: existe (1) o miradouro dentro do complexo do convento, o designado Miradouro Pablo Neruda, e (2) o miradouro fora do complexo do convento, de nome Miradouro da Aldeia dos Capuchos.

A panorâmica deste miradouro também não desilude ninguém. A vista alcança sítios belos e afamados, todos eles locais de excelência, merecendo uma visita demorada, podendo servir de convite, aperitivo de entrada. 


Num dia de boa visibilidade tem-se à vista de uma objetiva, se bem que larga, à nossa esquerda a Serra da Arrábida e o Cabo Espichel;...




... à nossa frente a Costa da Caparica;...


 e à nossa direita a Serra de Sintra, a baía de Cascais,  a Torre de S. Julião, o Farol do Bugio, a Cova do Vapor...





Fantástico! Uma vista panorâmica desafogada e muito ampla, que prende o nosso olhar, nos muitos pontos de interesse que conseguimos descobrir.

E claro, mesmo à nossa direita, sim, lá conseguimos descobrir o Miradouro Pablo Neruda do Convento dos Capuchos.



Nem dá para imaginar, que neste local de acalmia já passou a Prova de Automobilismo, integrada no Campeonato Nacional de Rampas. Penso que já não se realize... mas não tenho certezas, pois tentei encontrar mais informações sobre esta prova, mas não encontrei fotos e apenas uma notícia de um acidente na 4ª edição do rali "Rampa dos Capuchos" na Costa da Caparica em 2005.


Os Caparicanos e a Nossa Senhora do Cabo

Outro cenário bem mais fácil de enquadrar é visualizar os peregrinos que faziam desta estrada a sua passagem para o Cabo de Espichel, no âmbito dos Círios da Margem Sul à Senhora do Cabo de Espichel, que se realizava anualmente no primeiro domingo de maio. O nome círio deriva do facto de nestas romarias existir sempre uma grande tocha, ou seja uma grande vela de cera, o círio, que permanecia acesa durante as festividades. Esta tradição era particularmente muito bonita, porque as habituais rivalidades entre terras vizinhas ficavam de parte, dominando o espírito de união e convivência entre as várias localidades que participavam.
Aliás, está aqui uma diferença interessante sobre o tipo de afluência que se tem por exemplo no Santuário da Nossa Senhora de Fátima, comparativamente com o Santuário da Nossa Senhor do Cabo: enquanto ao santuário de Fátima as pessoas se deslocam sobretudo sozinhas, ou com familiares e amigos próximos, neste santuário trata-se de uma movimentação de povoações. Estas procissões remontam ao século XV e perduraram até à primeira metade do século XX.

Sabiam que se considera que os Caparicanos foram os primeiros a festejar a Nossa Senhora do Cabo? Existem várias lendas que contam como a Nossa Senhora apareceu no Cabo Espichel, mas em todas, ou se não em todas, em muitas, os Caparicanos fazem parte do enredo.
Assim, uma delas conta que dois homens, já de idade, da Costa da Caparica vinham para o Cabo de Espichel cortar lenha, tendo encontrado um dia a imagem da Nossa Senhora. Outra conta que, um homem de Alcabideche e uma mulher da Caparica tinham sonhos com Nossa Senhora do Cabo, resolveram visitar o local, encontrando uma pequena imagem da Nossa Senhora. No interior da Ermida da Memória no Cabo Espichel existe um painel de azulejo que reconta a lenda como sendo um homem e uma mulher a avistar Nossa Senhora a subir numa jumentinha branca a rocha do Cabo Espichel.


Por fim, relembro que publicámos também os seguintes posts sobre a Paisagem Protegida da Arriba Fóssil da Costa da Caparica:

Já agora, aproveitem e consultem >>>> Costa da Caparica - A não perder...

A visitar nos arredores:



    ↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!

    Para ler mais sobre o tema deste post, podem consultar as seguintes ligações externas de referência:

    Comentários