Cáceres - Labirinto de ruas e ruelas

Entrámos neste labirinto de ruas e ruelas, num ambiente dourado oferecido pelas pedras aqui omnipresentes, utilizadas em tudo o que é construção.
Assim o fizemos, deambulando pelos caminhos empedrados, sem rumo certo, deixando-nos levar a praças, arcos, torres, palácios...a um mundo desaparecido, no qual as pedras teimam em passar o legado, tentando transmitir histórias esquecidas.

Ruas e ruelas estreitando-se em becos, outras alargando-se em praças...guiando-nos para a próxima surpresa a presentear.


Esta rede de caminhos é uma experiência que vale só por si ser vivida, nós gostámos muito: deixar-nos levar pelo empedrado por cima do qual já tantos passaram....cavaleiros, príncipes e princesas, até os próprios reis; carroças e carruagens; a pé, caminhando, ou talvez fugindo, procurando ou talvez se escondendo, enfrentando, espiando ou namorando...


Seja qual for o espírito, somos levados a tentar escutar e visionar histórias do passado.


Deixem-se absorver por este emaranhado de caminhos, explorando o núcleo não de uma forma metódica e planeada, mas de forma improvisada e intuitiva. É possível e tem outro impacto, pela expectativa criada, pelo confronto com o desconhecido e a surpresa inata quando descobrimos mais uma faceta desta cidade monumental. Nós já o fizemos e aconselhamos!




O caminho que mais me encantou foi a Calle Adarve de Santa Ana que liga à Calle Adarve de la Estrella, e que nos leva novamente até ao Arco da Estrela, descendo sempre junto à muralha:

Com mais ou menos luz, mais ou menos verde, esta Calle é simplesmente lindíssima...






Venham também subir e descer as ladeiras, descobrir o que reserva a próxima esquina, passear e sonhar pelas ruas e ruelas.

Consultem também  >>>> Visita Flash a Cáceres, Extremadura, Espanha

↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!


Se tiverem também curiosidade sobre a nossa experiência por estradas espanholas, faço-vos o convite de visitarem também os nossos artigos:


↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!

Comentários