Costa da Caparica/Cova do Vapor - Avistar o Farol do Bugio

Avistar o Farol do Bugio, no Forte de São Lourenço do Bugio, transporta-nos para outras épocas de histórias de faroleiros...mas não só.
Se esta ilha falasse... já tinha realmente muitas histórias para contar... A ilha do Farol do Bugio situa-se na foz do rio Tejo, à entrada da barra do Tejo. Só é acessível de barco.

Mas nem sempre assim o foi. Na década de 30 do século XX existia uma restinga, ou seja uma língua de areia, que ligava a Cova do Vapor à ilha. Na altura de maré baixa, era possível ir a pé até à ilha. Considera-se que esta restinga do Bugio funcionasse como um esporão natural para as praias da Costa da Caparica e da Cova do Vapor.  Mas nos anos 40 do século XX a areia foi retirada para a regularização de margens do rio Tejo em vários locais.
O seu aspeto fortificado deve-se ao fato de estar inserido no Forte de S. Lourenço da Cabeça Seca que pertencia ao sistema de defesa marítima de Lisboa, junto com o Forte de São Julião da Barra, para travar a entrada de navios inimigos em Lisboa. Serviu também de prisão e existe uma capela que já foi lugar de culto e de romaria.
Este farol foi mandado ser construído por Marquês de Pombal, depois do terramoto de 1755 ter danificado a torre já existente, tendo entrado em funcionamento em 1775. Já lá vão mais de 2 séculos... Só em 1945 é que o forte foi desarmado, passando a ter única e exclusivamente a função de farol. 

Durante a nossa estadia chegamos a ouvir de noite os avisos sonoros emitidos pelo farol.


Já agora, aproveitem e consultem >>>> Costa da Caparica - A não perder... assim como >>>> Cova do Vapor - A não perder...


Ainda na Costa da Caparica podem conhecer:

A visitar nos arredores:



    ↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝↝ Toca a zarpar!

    Para ler mais sobre o tema deste post, podem consultar as seguintes ligações externas de referência:

    Comentários